Fortune Gems

Fortune Gems - ativos saltam na B3 e na Nasdaq após banco registrar maior lucro desde o IPO

O banco teve um salto de mais de 300% no lucro líquido do segundo trimestre ante o mesmo período de 2022, superando as expectativas

Equipe Fortune Gems

Publicidade

As ações Inter & Co e os seus BDRs (recibo de ações negociados na B3) INBR32) registraram uma sessão de fortes ganhos após os resultados do banco do segundo trimestre de 2023 (2T23). Na sessão desta segunda-feira (14), os ativos INBR32 subiram 9,72%, a R$ 19,75, na B3, enquanto os papéis INTR negociados na Nasdaq saltaram 7,60%, a US$ 3,96, nesta segunda-feira (14).

O banco teve um salto de mais de 300% no lucro líquido do segundo trimestre ante o mesmo período de 2022, superando as expectativas dos analistas e sendo o maior desde o IPO. O lucro líquido foi de R$ 64 milhões, enquanto analistas consultados pela Refinitiv esperavam lucro de R$ 30,3 milhões.

O Inter conquistou 1,5 milhão de novos clientes no trimestre contra os primeiros três meses do ano, chegando a uma base de 28 milhões. A taxa de ativação atingiu 52,2% dos clientes no período, o que indica “que os clientes estão cada vez mais escolhendo o Inter para suas necessidades transacionais”, disse o banco digital, em comunicado.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Na avaliação da XP, o grupo reportou resultados sólidos e acima de suas estimativas. Mais uma vez, o ritmo de melhora nas métricas de custos operacionais superou os indicadores de receita, principalmente a Receita Média Mensal por Cliente Ativo (ARPAC).

Como resultado, o banco reportou um lucro líquido 85% acima do que projetava, registrando um crescimento de 164% no trimestre e 312% no ano. Apesar da evolução, o ROE (retorno sobre o patrimônio) ainda permanece baixo em 3,6%, mas seguindo uma trajetória de recuperação gradual trimestre a trimestre, avalia.

“Vale destacar também: i) crescimento da base de clientes ativos (ii) crescimento da carteira de crédito (principalmente FGTS) (iii) melhora do índice de eficiência e (iv) melhora do NIM ( margem líquida de juros). Já o NPL, ou índice de inadimplência acima de 90 dias aumentou 30 pontos-base, atingindo 4,7%, uma tendência semelhante ao trimestre anterior, refletindo as safras de cartão de crédito mais antigas”, aponta a XP.

Continua depois da publicidade

A carteira de empréstimos do Inter cresceu cerca de 5% em relação ao trimestre imediatamente anterior, para R$ 26,5 bilhões, enquanto a taxa de inadimplência acima de 90 dias se deteriorou ligeiramente, para 4,7%, disse Stel.

Assim, a XP reitera visão positiva para o case, com recomendação de compra e preço-alvo de R$ 20,30 por BDR.

A Genial Investimentos destaca ainda que o Inter apresentou o maior lucro líquido desde o IPO, ficando 48% acima das suas estimativas e 60% acima do consenso de mercado. A casa de research também aponta que, apesar do lucro recorde, a rentabilidade continua em níveis baixos e ainda bem distante da meta de 30% de ROE para 2027.

“Mas, como toda história tem um começo, vemos o resultado com bons olhos e talvez como ponto mais contundente de inflexão para os desdobramentos dos próximos trimestres”, avalia, também contando com recomendação de compra para os ativos, com preço-alvo de R$ 22,90 para os BDRs.

Fortune Gems Mapa do site