Fortune Gems

Fortune Gems - STF nega pedido e Ronaldinho Gaúcho deve comparecer à CPI das pirâmides financeiras

No entanto, o Supremo Tribunal Federal assegurou ao ex-atleta o direito de ficar em silêncio para não se autoincriminar

Lucas Gabriel Marins

Publicidade

Assim como fizeram os artistas Tatá Werneck e Cauã Reymond, o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho também entrou com habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar se livrar do comparecimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das pirâmides financeiras. O resultado, no entanto, foi diferente daquele alcançado pelos dois atores globais, que conseguiram se livrar da participação.

O ministro Edson Fachin, que analisou o pedido, disse que a documentação apresentada pela defesa do ex-atleta não esclarece se ele está sendo convocado como testemunha ou investigado. Portanto, falou, não é possível acatar totalmente o habeas corpus e liberá-lo da ida à Câmara dos Deputados, agendada para a tarde desta terça-feira (22).

“Havendo dúvida sobre essa condição (convidado ou testemunha), deve-se privilegiar a presunção de constitucionalidade da atuação congressual, razão pela qual, ao menos por ora, não é possível acolher o pedido para garantir ao paciente o direito de não comparecimento”, escreveu o magistrado.

Oferta Exclusiva

CDB 150% do CDI

Invista no CDB 150% do CDI da XP e ganhe um presente exclusivo do Fortune Gems

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Fachin, no entanto, assegurou ao jogador o direito de ficar em silêncio em relação aos fatos que possam incriminá-lo. Também garantiu a ele o direito à assistência de um advogado durante o depoimento e o direito de não sofrer constrangimentos físicos ou morais decorrentes do exercício das garantias constitucionais.

Ronaldinho Gaúcho foi convocado para explicar sua participação na 18k Ronaldinho, um suposto esquema de pirâmide com criptomoedas que prometia 400% de lucro ao mês sobre investimentos, não cumpriu a promessa e prejudicou centenas de brasileiros.

A defesa do ex-jogador afirma que ele teve sua imagem usada indevidamente pela empresa acusada de golpe. Em vídeos publicados nas redes sociais, no entanto, Ronaldinho Gaúcho aparece fazendo propaganda do negócio.

Continua depois da publicidade

O irmão do ex-jogador, Roberto de Assis Moreira, também foi convocado e entrou com habeas corpus para tentar se livrar do comparecimento. Ele também terá que ir hoje à CPI, mas assim como o parente poderá ficar em silêncio para não se autoincriminar.

Leia também:

CPI das pirâmides financeiras

Ronaldinho e o irmão devem prestar depoimento hoje às 14h30. Além dos dois, a CPI também deve ouvir nesta terça o presidente do Santos Futebol Clube, André Rueda, chamado para falar sobre o patrocínio do time para a empresa de cassino e apostas on-line Blaze.

A comissão, instalada em junho, investiga pirâmides financeiras que usam criptomoedas para atrair vítimas. Representantes de diversos esquemas fraudulentos com ativos digitais foram convocados ou já deram depoimento, como o “Faraó do Bitcoin” e os criadores da MSK, acusada de prejudicar 3,5 mil pessoas em um golpe milionário com moedas digitais.

Lucas Gabriel Marins

Jornalista colaborador do Fortune Gems

Fortune Gems Mapa do site